Estratégias de contratação que atrairão as melhores pessoas

Bill Gates, Steve Jobs e Warren Buffett concordam com essas três estratégias, que podem ser de senso comum, mas não são práticas comuns.

Indo muito além das tradicionais empresas de tijolo que mantêm as pessoas reféns de seus cubículos, Bill Gates transmitiu essa sabedoria há vários anos:

“A competição para contratar os melhores aumentará nos próximos anos. Empresas que dão flexibilidade extra aos seus funcionários terão vantagem nessa área.”

Profético? Talvez, no entanto a maioria das empresas hoje são incapazes ou não estão dispostas a se adaptar às demandas de estilo de vida dos jovens trabalhadores. Como resultado, elas estão perdendo bons talentos para empresas com opções de trabalho à distância ou home office.

Em algumas cidades, os preços de moradia e aluguéis são exorbitantes e os deslocamentos são caros e demorados. Nos EUA, uma pessoa pode economizar em média entre US$ 4.668 e US$ 5.688 por ano trabalhando remotamente, incluindo US$ 686 para gasolina e US$ 767 com a manutenção do carro.

O FlexJobs, principal serviço de recrutamento para teletrabalho e listagens de empregos remotos, conduziu um estudo para demonstrar que trabalhar remotamente é o futuro do trabalho. A pesquisa descobriu que:

  • 84% querem mais equilíbrio entre trabalho e vida pessoal.
  • 67% indicam que a família é a razão de seu desejo pelo trabalho flexível.
  • 60% querem economizar mais tempo.
  • 49% querem economizar dinheiro.
  • 48% estão tentando diminuir o estresse nos deslocamentos.
  • 85% querem trabalhar remotamente 100% do tempo.
  • 54% querem trabalhar um horário flexível ou alternativo.

A dica de Steve Jobs sobre contratação (e manutenção de funcionários)

Em uma observação diferente sobre contratação, mas igualmente poderosa, Steve Jobs entendeu seu lugar na era da informação quando escreveu:

“Não faz sentido contratar pessoas inteligentes e dizer-lhes o que fazer. Contratamos pessoas inteligentes para que possam nos dizer o que fazer.”

A melhor jogada de Jobs foi contratar intencionalmente pessoas brilhantes, sair de seus caminhos e lhes dar espaço para construir grandes coisas.

Jobs entendeu que, enquanto as pessoas mais inteligentes se engajarem em uma visão comum e receberem os recursos, a autonomia e a flexibilidade para fazer seus trabalhos, elas serão autogerenciadas. Quando souberem o que fazer, descobrirão como fazê-lo.

Dicas de contratação de Warren Buffett sobre caráter

O bilionário Warren Buffett, presidente e CEO da Berkshire Hathaway, viveu seguindo um conjunto de valores e princípios inspiradores que o levaram a um sucesso inacreditável. Aqui está o que ele disse sobre contratar as pessoas certas para sua empresa:

“Alguém disse uma vez que, ao procurar pessoas para contratar, você procura por três qualidades: integridade, inteligência e energia. E se você não tem o primeiro, os outros dois vão acabar com você. Pense nisso; é verdade. Se você contrata alguém sem integridade, você realmente deve desejar que eles sejam burros e preguiçosos.”

Primeiro de tudo, sim, você absolutamente precisa de inteligência em ocupações que envolvem conhecimento. E a energia é o combustível que impulsiona paixão e motivação.

Mas falta de integridade? Como Buffett afirma, é claramente inegociável. A integridade é o que torna difícil questionar as decisões de uma pessoa.

Em espaços apertados e colaborativos, os colegas de tais colaboradores os verão rapidamente como confiáveis ​​e responsáveis ​​por suas ações, o que é um caminho para o desenvolvimento da confiança da equipe.

Finalmente, contratar pessoas com integridade também resolve o problema da liderança. Uma pessoa que caminha com integridade, eventualmente, torna-se um modelo que impõe respeito e exerce grande influência. Esses são os tipos de líderes que as pessoas desejam e quem você deve promover para funções de gerenciamento.

Fonte: Inc.com